Um evento realizado pela Associação ALEF BET no Palácio da Cultura Sônia Cabral – Centro – Vitória/ES.

Data: 11/10/2017 às 19:30 horas.

O evento Ruído das águas que correm surgiu com olhar atento e demorado, em duas fontes que ainda correm, do parque da Fonte Grande no coração de Vitória capital do Estado do ES.

Admiramos, contemplamos as águas correndo como vozes que não cessam de clamar. Apenas um som, uma voz indistinta, indeterminada, segundo o curso natural das coisas, não se acha submetida nenhuma lei.

Apenas um rumor causado pela queda de um corpo, ou um murmúrio de pessoas que se deslocam apressadamente. Na realidade é que as águas rumorejantes, tem como finalidade gerar reflexão em todo aquele que as apreciam. Quando refletimos, somos orientados pelo criador a levar em consideração que o pequeno ruído das águas, deve ser transformado em altas vozes, implorando socorro, suplicando ajuda, pois, água é fundamental, essencial à vida de toda coletividade.

Ruído das águas que correm, tem como objetivo fundamentar sua repercussão com o som legítimo tendo a justiça como base, pois o ruído não pode ser mais uma designação genérica de todos os defeitos que perturbam ou impedem uma transmissão clara das necessidades do homem. Baseados na justiça que consideramos começar a produzir o som, sussurrando brandamente, com uma melodia harmoniosa, decidimos unir forças. Para isso contamos com a colaboração da Orquestra de Cordas da FAFI órgão municipal para propagar uma notícia urgente, pertencente à VIDA.

Alegria da casa da água que corre, em outras palavras; vamos celebrar a Festa das Águas cantando com a orquestra e o coral alguns salmos do Saltério.

Mídia de Fotos e Vídeos

Vídeo Oficial do Evento